quarta-feira, 23 de junho de 2010


Que canten los niños…






Que canten los niños…

Que canten los niños, que alcen la voz, 
que hagan al mundo escuchar;
que unan sus voces y lleguen al sol;
en ellos está la verdad.
Que canten los niños que viven en paz...
y aquellos que sufren dolor;
que canten por esos que no cantarán...
porque han apagado su voz...


Yo canto para que me dejen vivir...
Yo canto para que sonría mamá...
Yo canto por que sea el cielo azul...
Y yo para que no me ensucien el mar...
Yo canto para los que no tienen pan...
Yo canto para que respeten la flor...
Yo canto por que el mundo sea feliz...
Yo canto para no escuchar el cañón...


Que canten los niños, que alcen la voz, 
que hagan al mundo escuchar;
que unan sus voces y lleguen al sol;
en ellos está la verdad.
Que canten los niños que viven en paz
y aquellos que sufren dolor;
que canten por esos que no cantarán
porque han apagado su voz...


Yo canto por que sea verde el jardín...
Y Yo para que no me apaguen el sol...
Yo canto por el que no sabe escribir...
Y yo por el que escribe versos de amor...
Yo canto para que se escuche mi voz...
Y yo para ver si les hago pensar...
Yo canto porque quiero un mundo feliz...
Y yo por si alguien me quiere escuchar...


Que la mejor canción la canten ellos, los niños...
sus corazones jamás desafinan...





Que cantem as crianças...


Que cantem as crianças, que levantem a voz, 
que façam o mundo escutar;
que unam as suas vozes e cheguem ao sol;
nelas está a verdade.
Que cantem as crianças que vivem em paz
e aquelas que sofrem dor;
que cantem por essas que não cantarão
porque calaram a sua voz...

Eu canto para que me deixem viver
Eu canto para que sorria a mamã
Eu canto para que seja azul o céu
E eu para que não me sujem o mar
Eu canto pelos que não têm pão
Eu canto para que respeitem a flor
Eu canto para que o mundo seja feliz
Eu canto para não escutar o canhão

Que cantem as crianças, que levantem a voz, 
que façam o mundo escutar;
que unam as suas vozes e cheguem ao sol;
nelas está a verdade.
Que cantem as crianças que vivem em paz
e aquelas que sofrem dor;
que cantem por essas que não cantarão
porque calaram a sua voz...

Eu canto para que seja verde o jardim
E eu para que não me apaguem o sol
Eu canto pela que não sabe escrever
E eu pela que escreve versos de amor
Eu canto para que se escute a minha voz
E eu para ver se os faço pensar
Eu canto porque quero um mundo feliz
E eu por se alguém me quer escutar...

(Jose Luis Perales)


Que a melhor canção a cantem elas, as crianças...
os seus corações jamais desafinam...





2 comentários:

jefhcardoso disse...

E que a criança interior de cada um de nós também dê a sua voz à alma.

Abraço do Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com onde andei falando de futebol, mas já falei antes de tantas coisas...

Angeles disse...

Me encanta esta canción, que canten los niños que no le apaguemos el canto la risa ni el sol.
Besos:)

Enviar um comentário